Grupo de composto por pesquisadores da UFPE e Fundaj que integram o projeto realiza visita a Escola Municipal Integral Humberto Barradas

O estudo de conceitos fundamentais e de documentos de referência relativos às ações de educação e cultura pelos pesquisadores do projeto evidenciou a necessidade de visitas exploratórias às escolas públicas como um dos caminhos possíveis dos pesquisadores se aproximarem da realidade concreta vivida nas escolas, para daí refletir sobre a definição dos conceitos estruturantes que são pontos de partida desta pesquisa: os conceitos de educação integral e de cultura.

Diante desta decisão do coletivo de pesquisadores, foi selecionada (inicialmente) uma escola para que uma visita fosse iniciada. Neste primeiro momento, alguns critérios serviram de base para a escolha desta primeira escola visitada:

- Escola que recebeu a 2a parcela do Programa Mais Cultura nas Escolas;

- Escola que está executando o recurso e desenvolvendo atividades neste 1o semestre de 2016; e

- Escola localizada em Recife ou na Região Metropolitana (RMR).

Diante desses critérios foi planejada e executada a visita em uma escola: a Escola Municipal Integral Humberto Barradas, no município de Jaboatão dos Guararapes/PE.

Veja aqui no CulturaEduca a escola visitada

Como instrumentos de coleta de dados foram utilizados roteiros de entrevistas semiestruturadas, as quais foram gravadas em áudio e complementadas com observações não estruturadas, realizadas durante a coleta de dados. Para a análise dos discursos dos sujeitos envolvidos no processo de desenvolvimento dos Programas foram utilizadas algumas categorias de análise levantadas a partir dos problemas da pesquisa, sendo elas:

  1. Arte e Cultura na vida dos sujeitos - como se dá a presença da arte e da cultura na vida dos professores, estudantes, gestor e iniciativa culturais parceiras;
  2. Integração das práticas artísticas e culturais no Projeto Político-Pedagógico (PPP) da escola;
  3. Incentivo à organização cultural de professores e estudantes como produtores de cultura;
  4. 4. Articulação das escolas com parceiros e agentes culturais das comunidades;

Esta primeira visita exploratória foi importante para aproximar os pesquisadores do trabalho de campo da pesquisa e ainda poder testar os instrumentos de pesquisa que estão sendo construídos. Além disso, proporcionou o contato direto com a realidade das práticas artísticas e culturais que está sendo vivenciada na escola, não só a partir dos Programas (PME e PMCE) como também a partir da articulação dos próprios professores e gestores da escola entre eles mesmos e com a respectiva Secretaria de Educação, mesmo que ainda de forma elementar.

Sendo assim, as visitas exploratórias devem continuar no 2o semestre de 2016 para que o escopo dos instrumentos de coleta de dados seja aprimorado e, ainda, seja possível perceber e apreender os conceitos de educação integral e cultura a partir das práticas diretamente realizadas nas escolas públicas.


Comentários

Ainda não há comentários.